QUARTETO CORAÇÃO DE POTRO

O Quarteto Coração de Potro é um grupo musical nativista que surgiu em meados de 2007, em Lages/SC, a terra da Coxilha Rica, quando quatro jovens músicos começaram a se reunir para cantar a terra, o campo e seus costumes. Através da música tradicionalista, que é conhecida por cantar temas da natureza e do ambiente, o grupo passou a imprimir sua musicalidade na poesia, criando entre a letra e a melodia, uma música que resgata suas origens.

Seu som espelha sonoridades trazidas pelo folclore latino-americano, principalmente de Alfredo Zitarrosa, Los Índios Tacunau, Hernán Figueroa Reyes, mesclados aos estilos de Noel Guarany, Cenair Maicá, Luiz Marenco, Leonel Gomez, entre outros.
Em 2009, gravaram seu primeiro disco independente com o título "Tempo adentro, campo afora". Álbum muito bem recebido pelo público, chegando a ser reproduzido em novas tiragens. Em 2012, foi lançado o segundo álbum, “Pra onde vou e de onde venho". Ambos os discos foram gravados no estúdio Luvi, em Pelotas/RS com a participação de diversos poetas, músicos e intérpretes importantes.

O terceiro disco, “Meu tempo, meu canto”, lançado em 2017, dessa vez gravado em Eldorado do Sul/RS, foi mais uma vez um trabalho bastante esperado pelo público cativo que acompanha o Quarteto. Este disco reflete uma evolução e maturidade sonora há tempos buscada pelo grupo e recebeu o prêmio de melhor disco do ano através de uma enquete feita pelo G1 Repórter Farroupilha.

Participando de vários festivais importantes e reconhecidos na cultura do sul do país, tais como, Califórnia da Canção Nativa, Sapecada da Canção Nativa, Ponche Verde da Canção, Vigília do Canto Gaúcho, Gauderiada da Canção, Reponte da Canção e outros, conquistaram diversas premiações, ultrapassando o número de 50 troféus. Além dos festivais brasileiros, também subiram ao palco em alguns dos maiores festivais de folclore do mundo, o festival de Folklore de Cosquín e a Fiesta Nacional del Chamamé na Argentina, e também em apresentações no Uruguai.

Com 10 anos de carreira, o Quarteto tornou-se referência na música nativista, por suas melodias, arranjos vocais, instrumentais e apresentações, disseminando inovações e influências musicais e culturais. Hoje, estes quatro Lageanos, Kiko Goulart, Vitor Amorim, Ricardo Bergha e Maicon Oliveira, tem um dos shows mais requisitados do cenário musical nativista e por onde tem passado, vem deixando sua marca, agregando a cada dia mais seguidores.

55 49 3221-3377 ou 3388

Circuito de Festivais | 2019 | Direção Artística: Maestro Jean Reis